Um breve desacato

O José Meirinhos mora em Aveiro e anda todos os dias de bicicleta, “desde que esteja bom tempo”. “Deixo a bicicleta na estação. Chegando ao Porto, ando a pé. Quando regresso a Aveiro, volto a pegar na bicicleta para ir até casa”.

Normalmente, regressa a Aveiro já de noite e nessa altura tem de redobrar a atenção com que pedala pelas estradas. Conta que numa dessas noites, “numa rotunda, só tinha a luz de presença na parte de trás da bicicleta e claro, um senhor chateou-se e começou a mandar vir”. Um desacato que não passou, segundo ele, “de uma troca de palavras mais agressiva”.

Só por acaso, nunca andou em BUGAs. “Só têm um ponto de recolha e eu também sempre tive bicicleta”. Mas tem uma ideia formada sobre o sistema. Crê que a BUGA deveria estar presente em outros pontos da cidade e destaca a estação de comboios. É preciso que os que “chegam à cidade tenham logo forma de se deslocar”.