Ideal para o convívio

A Ana Ribeiro é a directora pedagógica da Escola Profissional de Aveiro e anda de bicicleta desde criança. Já não vai para o trabalho a pedalar, porque agora vive a 6 km de Aveiro, e é aos fins-de-semana que alimenta o gosto pelas duas rodas.

“Tenho sempre muitas coisas para transportar e já não me é conveniente andar diariamente de bicicleta”.

Em casa, todos os membros da família têm uma. As filhas, que antes transportava nos cestos próprios, são agora autónomas e com o mesmo gosto que a mãe. Compras ou deslocações quotidianas, passeios em família ou com amigos, idas à praia ou ao campo, são das coisas que mais prazer dão à Ana quando se senta na bicicleta.

“Gosto de desporto e da vida ao ar livre. Associo muito a bicicleta ao lazer e ao convívio”.

Na Escola são organizados vários eventos ou acções que promovem a utilização da bicicleta. Entre outros, existe um dia dedicado ao cicloturismo.

“Realiza-se todos os anos por altura do 25 de Abril, é a volta da liberdade. É também uma homenagem ao fundador da escola, Vitor Matos, um apologista do desporto e de hábitos saudáveis”.

Até há uns anos, esta volta era feita nas BUGAs. As bicicletas eram solicitadas para o efeito e o passeio não podia correr melhor. Com o passar do tempo, as BUGAs passaram a ser menos e a estar pouco disponíveis.

“Actualmente já não usamos a BUGA, porque o número de bicicletas disponíveis foi reduzindo bastante. Usamos outras bicicletas”.

Acha que foi um sistema fantástico e pioneiro, mas que agora precisa de uma melhoria. Desde logo, deixando de ser gratuita.

“As bicicletas precisam de ser controladas. Este tipo de benefícios devia ser comparticipado pelos cidadãos. Infelizmente, temos prova evidente disso”.