Uma bicicleta feita pelos filhos

A Ana Maria Gandaio trabalha na Câmara Municipal de Aveiro e a bicicleta é o seu meio de transporte diário. Começou por utilizar a bicicleta como uma medida prática, que lhe resolvia um problema, e não parou mais.

Mora no centro da cidade e antes da bicicleta, andava a pé. Quando a Câmara passou a localizar-se no edifício conhecido como Centro de Congressos, passou a demorar vinte minutos e a gastar muito os sapatos.

“Como vou a casa almoçar, fazia quatro viagens de vinte minutos cada. Ao fim de dois dias, tinha de levar os sapatos ao sapateiro, que até já brincava comigo. Era uma despesa acrescida que eu não precisava”.

Pensou em começar a usar a bicicleta e a paixão pelas duas rodas instalou-se. Ficou fã e hoje nada a impede de andar, nem a chuva nem os saltos altos que usa sempre. Isto já dura há cerca de doze anos.

Tem duas bicicletas: a velha e a nova. A velha para o Inverno e a nova para o Verão. Tem um carinho especial pela nova, porque é personalizada. Foram os filhos que lha ofereceram num aniversário.

“Eu andei a namorar uma bicicleta mas era muito cara. Então, o meu filho e a minha filha foram comprando peças e fizeram uma bicicleta à mão, igual a essa. Assinaram e tudo!”.

Já experimentou a BUGA. Primeiro no contexto de um passeio de grupo com os funcionários da Câmara e mais tarde, quando ficou sem a sua bicicleta porque estava a arranjar.

“A BUGA é uma bicicleta que tem estabilidade e é muito confortável”.