O mecânico das BUGAs

Alcino Canha é um apaixonado por bicicletas que cuida das BUGAs desde o primeiro dia. É ele quem cuida das mazelas próprias de uma bicicleta usada por tanta gente nos últimos 15 anos. E, que nos recebe com um sorriso na Loja das BUGAs de Segunda a Sexta.

A forma apaixonada que põe no seu trabalho parece ainda mais sincera quando o ouvimos dizer que a BUGA nasceu para ser uma bicicleta livre.

O bichinho das duas rodas surgiu-lhe por volta dos 14 anos de idade. Em parte, pela ligação a Águeda, a cidade das fábricas de motas e bicicletas. O resto foi aprender no tempo em que esteve na Suiça, onde trabalhou numa fábrica de bicicletas de alta competição. Pelas suas mãos, naqueles anos, passavam bicicletas que fizeram história no Tour. Conta-nos isto mesmo com um orgulho indisfarçável.

Olhando para trás não tem dúvidas: deve-se andar mais de bicicleta e menos de carro e, nisso, a BUGA deu uma ajuda importante.

Lamenta o decréscimo de procura pelas BUGAs. Em parte, por falta de apoios ao projecto. Mesmo se “há ainda muita gente grata pelo serviço”. E quase todas as bicicletas disponíveis na loja da BUGA vão sendo levadas diariamente por turistas e residentes, quase de igual para igual. O turismo tem mesmo crescido mas o mecânico das BUGAs não esquece que estas bicicletas são também uma mais valia para os estudantes da cidade. Lembrando que chegaram a ter 1700 pessoas a aderir ao Clube dos Amigos da BUGA.